Vemos uma profissional fazendo o serviço de avaliação preliminar.
Publicado em 01 de setembro de 2021

Serviço de Avaliação Preliminar: a primeira etapa do gerenciamento de áreas contaminadas

As empresas que estão em processo de licenciamento, realizam atividades em espaços industriais ou estão em processo de desativação de locais com potencial de risco precisam fazer o gerenciamento de áreas contaminadas. Este processo começa com o serviço de avaliação preliminar, que visa classificar o local e identificar possíveis fontes e formas de contaminação. Neste artigo, a Trial Ambiental explica tudo o que você precisa saber sobre esta primeira etapa. Confira!

O que é serviço de avaliação preliminar?

O serviço de avaliação preliminar é um estudo do histórico do local. O principal objetivo é identificar as fontes potenciais e primárias de contaminação, tanto atuais quanto pretéritas. Como resultado, temos o Modelo Conceitual Inicial da Área (MCA 1) e o Plano de Investigação Confirmatória.

A avaliação preliminar consiste no levantamento das atividades desenvolvidas na área sob investigação e passivos ambientais. Para isso, a equipe de consultoria ambiental busca por evidências, indícios e fatos que podem classificar áreas como Área Suspeita de Contaminação (AS), Área com Potencial de Contaminação (AP) e Área Contaminada (AC).

Todos os estágios do gerenciamento de áreas contaminadas, incluindo a avaliação preliminar, obedecem às normas estabelecidas pela Resolução CONAMA nº 420/2009.

Fontes potenciais x fontes primárias

Imagine que o dono de uma rede de postos de gasolina está pensando em abrir mais uma franquia na cidade. Sabemos que os combustíveis possuem substâncias nocivas, tanto ao meio ambiente quanto à saúde humana. Logo, o tanque que armazena o combustível é uma fonte potencial de contaminação. Isto é, desde que não tenha liberado a substância para o meio.

Se em algum momento o tanque vazar, o combustível poderá infiltrar no solo. Desse modo, deixa de ser uma fonte potencial e passa a ser uma fonte primária de contaminação.

Como o serviço de avaliação preliminar é feito?

A avaliação preliminar inicia-se com a coleta de dados existentes. Nesta primeira etapa, é feito um estudo sobre o meio físico. Em seguida, há a inspeção de reconhecimento da área por meio de vistoria de campo e entrevistas. Por fim, ocorre a elaboração do Modelo Conceitual Inicial da Área (MCA).

Em geral, é possível recorrer a várias fontes de informação para realizar a avaliação preliminar. Por exemplo: vista ao processo dos órgãos ambientais, avaliação de fotos aéreas históricas, mudanças de layout, etc.

Para fazer a elaboração da avaliação preliminar, é fundamental conhecer o processo produtivo de todas as empresas que ocuparam aquele imóvel. Isto é, saber como funcionava a produção, quais eram as matérias-primas e insumos utilizados, quais resíduos a empresa gerava e onde eram armazenados e outras informações.

Ao final do estudo, é elaborado um mapa com a identificação e localização de todas as fontes de contaminação. Além disso, é preciso conhecer as substâncias químicas de interesse, ou seja, os parâmetros para os quais serão realizadas as análises químicas.

Modelo Conceitual Inicial da Área

Um documento que indica como os contaminantes podem chegar aos receptores (moradores de residências vizinhas, trabalhadores da área ou bens a proteger). Isto é, aponta quais são os meios de transporte associados às substâncias químicas, desde a fonte de contaminação até os receptores.

O modelo conceitual é atualizado a cada estudo, ganhando mais informações a cada investigação feita. Ou seja, ele é sempre atualizado, trazendo dados importantes acerca do meio físico e da caracterização do contaminante.
Isso faz com que os estudos ganhem informações adicionais e complementares do local sob avaliação. Assim, garante que melhores decisões sejam tomadas a respeito dos próximos passos que serão desenvolvidos na recuperação de áreas contaminadas.

Plano de Investigação Confirmatória

O último passo do serviço de avaliação preliminar é o Plano de Investigação Confirmatória. Ele é baseado nas informações obtidas durante o processo de Avaliação Preliminar.

A partir disso, é possível propor formas de investigações diretas através de sondagens, com coleta de solo e instalação de poços de monitoramento. Além de outros métodos probabilísticos para fontes ou substâncias incertas, como GPR (radar que localiza as interferências subterrâneas) e amostradores passivos.

Conte com a Trial Ambiental!

O serviço de avaliação preliminar possui grande relevância no gerenciamento de áreas contaminadas. Então, é fundamental que o estudo seja desenvolvido por especialistas no assunto, como os profissionais da Trial Ambiental. Nossa empresa de engenharia ambiental realiza todas as etapas da análise com comprometimento e responsabilidade.

Além da avaliação preliminar também realizamos investigação confirmatória, investigação detalhada e outros serviços relacionados. Para dúvidas ou orçamentos, entre em contato conosco!

Quer ler mais sobre assuntos relacionados à engenharia ambiental? Visite o Blog da Trial!